Misturar bebida diet com álcool pode acelerar a embriaguez

diet_summer_drink-300x250

maio 17, 2013 | Posted in Artigos, Curiosidades

Se você fica contando calorias a cada drink que você toma e escolhe bebidas diet para misturar com o álcool, isso pode te deixar embriagado mais rápido.

diet_summer_drink-300x250

Você sabia que misturar bebidas diet com álcool pode nos deixar bêbados mais rápido?

Se você é um contador de calorias se cuide, pois se a cada drink que você toma fica com aquele medo de engordar e escolhe bebidas dietéticas para misturar com o álcool, saiba que isso pode te deixar embriagado mais rápido do que você imagina.

Segundo uma pesquisa ainda preliminar feita na revista Alcoholism: Clinical and Experimental Research, o uso de diferentes misturas, como refrigerante, suco ou refrigerante diet, mostra que a versão diet pode aumentar o teor de álcool no ar expirado em comparação com drinques feitos com bebidas açucaradas e mais calóricas.

A autora do estudo, Cecile Marczinski, professora assistente do departamento de ciência psicológica na Northern Kentucky University, em Highland Heights (EUA) diz que é importante ter consciência desse fenômeno. As pessoas tendem a pensar que o mais importante é cortar calorias, mas quando você está ingerindo álcool, essas calorias ajudam a desacelerar a liberação do álcool para o fígado e o cérebro.

A concentração de álcool no ar expirado – o que a polícia mede para determinar se alguém consumiu mais do que o limite legal de álcool, enfim é ai que entra o bafômetro e a Lei Seca – é afetada por diferentes fatores. Ter alimento no estômago pode reduzir a concentração de álcool na respiração em até 57% em relação ao consumo de álcool com o estômago vazio, de acordo com informações no estudo.

Diet.drinks

Os pesquisadores do estudo recrutaram homens e mulheres com idade média de 23 anos para participar de três sessões do estudo. Em uma sessão eles beberam vodca misturada com um refrigerante normal, sabor limão. Em outra, beberam vodca misturada com a versão diet do mesmo refrigerante, que é artificialmente adoçado com aspartame. Na sessão final, como placebo, eles beberam refrigerante normal com uma pequena quantidade de álcool para criar apenas o cheiro de bebida. Em cada sessão, os voluntários do estudo bebiam de três a quatro drinques num curto período de tempo. O teor de álcool na respiração foi medido oito vezes nas três horas após o consumo dos drinques.

Os níveis de álcool no hálito atingiram seu pico 40 minutos após os voluntários terem bebido os drinques. Quando o álcool foi misturado com refrigerante normal, contendo açúcar, o nível de álcool no hálito ficou abaixo do limite legal – de 0,077 naquele país. Mas para os bebedores de refrigerante diet, o pico foi de 0,091, o que está acima do limite legal para dirigir um carro nos EUA. Os níveis de álcool no hálito permaneceram altos para quem bebeu os drinques com refrigerante diet por um período de três horas

A mensagem que a autora do estudo, Cecile Marczinski, quis passar é que as pessoas não devem beber com o estômago vazio, e devem pensar duas vezes na hora de tentar economizar calorias misturando bebidas dietéticas ao álcool.

Esse estudo é uma grande dica para você que gosta de beber bastante, mas não gosta de ficar embriagado tão rápido, a dica é simples, não misture bebidas diet com bebidas alcoólicas, esteja sempre com algo no estomago, não beba de barriga vazia, além de evitar que você fique bêbado mais rápido, pode também evitar a ressaca do dia seguinte.

Fonte: Etílicos.com

Leia mais →

Cerveja hidrata igual à água após prática esportiva

Os autores do estudo garantem que beber cerveja faz bem

abril 12, 2013 | Posted in Notícias

Estudo feito na Espanha comprovou que o consumo moderado da bebida após exercícios é benéfico para a saúde

Os autores do estudo garantem que beber cerveja faz bem

Os autores do estudo garantem que beber cerveja faz bem

Bruxelas – Um estudo apresentado em Bruxelas comprova que o consumo moderado de cerveja após exercícios físicos é tão eficaz quanto a água para a hidratação, segundo especialistas médicos.

Esta é uma das conclusões apresentadas no “VI Simpósio Europeu de Cerveja e Saúde”, onde participaram especialistas em medicina, nutrição e alimentação da União Europeia.

O pesquisador Manuel Castillo, da Universidade de Granada, expôs os resultados de um estudo que consistiu em medir a reação do corpo à ingestão de água ou cerveja após a realização de esforço físico intenso. “Realizamos o estudo para comprovar se o costume de tomar cerveja depois do exercício era recomendável”, explicou Castillo.

A conclusão foi de que uma quantidade moderada de cerveja “não prejudica a hidratação após o exercício”. Tomar cerveja seria “a mesma coisa que tomar água”, por isso é recomendado o consumo da bebida fermentada a todas as pessoas que não tenham nenhuma contraindicação.

“Não foi encontrado nenhum efeito negativo que pudesse ser atribuído à ingestão de cerveja em comparação com a ingestão de água”, disse Castillo, que também afirmou que durante as conferências será apresentado outro estudo que descarta que exista “qualquer relação” entre o consumo da bebida e a tendência a desenvolver “barriga de chopp”.

O médico Ramón Estruch, do Hospital Clínico de Barcelona, afirmou que os resultados dos estudos mostram que o consumo moderado de cerveja “ajuda na prevenção de acidentes cardiovasculares, graças aos efeitos antioxidantes e anti-inflamatórios das artérias”.

Além disso, proporciona proteção contra fatores de risco cardiovascular, como diabetes, melhora a pressão arterial, regula o colesterol e previne a arterioesclerose, segundo a pesquisa.

Estruch informou que atualmente estão sendo feitas pesquisas para determinar se os benefícios da cerveja com álcool são maiores que os da cerveja “sem”, embora haja indícios de que a primeira tem efeitos mais positivos.

De qualquer forma, Estruch ressaltou a importância de “consumir a cerveja dentro de um padrão de alimentação saudável, preferencialmente a dieta mediterrânea”.

Maria Teresa Fernandez Aguilar, pesquisadora da Agência da Saúde de Valência, informou sobre os efeitos benéficos da cerveja sem álcool para as mães lactantes. Ela citou o estudo que demonstrou que crianças amamentadas por mães que consumiram duas cervejas sem álcool durante a lactação têm menos possibilidades padecer de doenças como câncer e arteriosclerose, devido à transmissão dos componentes antioxidantes de bebida.

“Os resultados nos surpreenderam”, afirmou Maria Fernandez, acrescentando que a cerveja sem álcool seria mais recomendável que outras bebidas gasosas com base química.

Fonte: Exame

Leia mais →

Garota Rádio Belos Vales 2011

maio 31, 2011 | Posted in Eventos atendidos

Em evento realizado no dia 21 de maio de 2011, abrilhantado pela Banda Alma Latina, nas dependências da Sociedade de Atiradores Ribeirão das Pedras, escolheu-se a representante 2011/2012 dá Rádio Belos Vales – AM.

Nove belíssimas candidatas, representando os munícipios que compõe a SDR Ibirama (Apiúna, Dona Emma, Ibirama, José Boiteux, Lontras, Presidente Getúlio, Presidente Nereu, Vitor Meirelles e Witmarsun), desfilaram perante os jurados, autoridades e grande público presente.

Leia mais →