agosto 26, 2013 | Posted in: Curiosidades, Notícias

Vinte anos após a descoberta do “Paradoxo Francês”, estudos científicos continuam a explorar a complexa relação entre o consumo de vinho e saúde. Desta vez, a boa notícia vai para quem conhece as terríveis dores dos cálculos renais!

Quem já passou por isso sabe que a primeira recomendação é: consuma mais líquido! Mas um estudo recém-publicado mostra que nem todas as bebidas são igualmente benéficas para a redução da formação de pedras. Em particular, bebidas adoçadas artificialmente (incluindo refrigerante) são suspeitas de serem responsáveis por um aumento do risco de cálculos renais.

Esse estudo, publicado em maio de 2013 no Clinical Journal of the American Society of Nephrology, contou com mais de 194 mil pessoas, todas sem histórico de pedras nos rins, que foram acompanhadas ao longo de 8 anos. Durante esse período, 4.462 delas desenvolveram o problema, e os cientistas estabeleceram uma relação entre a incidência dos cálculos e os hábitos de consumo de bebidas dos participantes.

O consumo moderado de vinho, tanto o tinto como o branco, foi associado à diminuição da incidência do problema, com uma pequena vantagem, inclusive, para o vinho branco (redução de 31% do risco com vinho tinto, e 33% com vinho branco). Outras bebidas benéficas detectadas no estudo foram: café (com e sem cafeína), chá, cerveja e suco de laranja.

O efeito diurético do álcool talvez seja o motivo da redução do risco nos consumidores frequentes e moderados de vinho. Mas o mecanismo da diurese induzida pelo álcool ainda necessita de estudos mais esclarecedores. E, no caso específico de cálculos renais formados por ácido úrico, que são um tipo raro, ainda não há evidências que comprovem o benefício do consumo alcoólico, já que este estudo não fez tal distinção.

Nunca é demais lembrar que o consumo de álcool pode não ser indicado para todos, apesar do consumo moderado de vinho proporcionar benefícios para a saúde. Na dúvida, consulte um médico.

Fonte: Tintos & Tantos

wineglassml3

Foto:  Imageshack

Be the first to comment.

Leave a Reply

%d blogueiros curtiram isso: